RECADINHO:

RECADINHO:
Quem entrar como seguidor do blog, favor deixar um comentário p/que eu possa retribuir.
Não dá mais p/entrar nos blogs através do espaço "SEGUIDORES".

quarta-feira, 31 de maio de 2017

PIMENTA ROSA e um chuchu preparado com o molho dela

Então, meu condomínio é tipo assim uma  chacarazinha e com isso mesmo morando n/área urbana, de vez em quando a gente se sente n/área rural. Eu moro em apartamento e logicamente não poderia desfrutar em casa de alguns produtos fresquinhos como desfruto. Por aqui encontro por exemplo, tamarindo, goiaba, abacate, jabuticaba, pimenta rosa, capim limão e muitas outras coisas que eu nem conheço, mas que são plantadas pelas mãos abençoadas do nosso zelador. Dessa vez o post é sobre a PIMENTA ROSA que eu nunca nem tinha escutado falar. Eu lembro que minha avó temperava carne de porco com essas sementinhas, mas até bem pouco tempo eu não sabia nada sobre elas. Depois de conhecer pela internet a "tal" da pimenta rosa, perguntei um dia por ela na feira e a feirante me disse que não trazia p/vender pq era muito cara, me informando ainda que não entendia o pq da pimenta ser tão cara, já que as sementinhas são frutos das AROEIRAS árvores facilmente encontradas por aqui. 
Um dia perguntei ao zelador se ele conhecia a aroeira e ele imediatamente me mostrou 3 árvores já carregadas com essas PRECIOSAS pimentinhas e claro que eu curiosa como sou peguei algumas p/experimentar. Deixo aqui uma receitinha com elas e depois minha opinião sobre elas...

OBS:
Olhando na internet confirmei que realmente a pimenta é muito cara, chega a custar R$ 100,00 o kg.

Receita:
2 chuchus cortados em 4 partes cada um e cozidos bem al'dente em água e sal + 1 colher de chá de bicarbonato

P/o molho:
1/2 caixa de creme de leite
1/2 colher de sopa rasa de pimenta rosa
Bati os 2 ingredientes no liquidificador, passei por uma peneira, temperei com sal levando ao fogo somente p/aquecer. Coloquei o molho sobre os chuchus já cozidos, decorei com algumas pimentinhas inteiras e servi

Acompanhou:
Salada de repolho:
Repolho fatiado, polvilhado com sal e cozido bem al'dente no vapor
Dourei 1 dente de alho (cortado grosseiramente) n/fio de azeite, acrescentei cebola fatiada, pimentões verde e amarelo fatiados, temperei com sal  e refoguei, mas deixando-os bem al'dente. Adicionei o repolho já cozido também al'dente, misturei, retirei do fogo e reguei com bastante azeite

e ainda,
Arroz branco, bifes de contrafilé com linguicinhas acebolados e salada verde





Minha opinião:
A pimenta serve mesmo mais p/decorar do que
para saborizar.  Minha opinião né?

Se você não conhece a pimenta, procura por aí um pé de aroeira pq  certamente vai encontrar um bem pertinho de você


















terça-feira, 30 de maio de 2017

DOCE DE LEITE COM COCO, COCADA DE COLHER OU BEIJINHO (você é quem decide)

Então, às vezes a gente começa preparando uma receita e termina com outra. Isso já aconteceu com vcs (é p/falar a verdade heim) ? kkkk
Por exemplo, eu comecei fazendo o preparo p/uma coalhada, coloquei o leite n/tigela e as 15 gotinhas de limão. Coloquei a tigela dentro de um saco plástico  e deixei dentro do forno desligado da noite p/o dia. Deixei por 12 horas nesse descanso e o leite não talhou. Foi assim que o que era p/ser uma coalhada, virou um delicioso doce de leite (ou cocada)
Nota:
Usei o leite de caixa, mas  já fiz coalhada usando leite de caixa e ficou ótima, só que dessa vez não ficou. Concluí então que o problema foi com a marca do leite usado, já que o dessa marca eu nunca tinha comprado.
O melhor leite mesmo é o de saco (aquele que não é longa vida)
Aqui o link da receita de coalhada com o leite de caixa que eu já postei e que deu super certo:


O BOM NA COZINHA É A GENTE PODER BRINCAR COM A IMAGINAÇÃO E AINDA PERCEBER QUE AGRADOU!

Receita:
1 litro de leite integral (usei de caixa)
+- 15 gotas de suco de limão
300g de açúcar
1 colher de café de bicarbonato
5 cravos
200g de coco ralado (usei o bagaço que sobrou do leite de coco que preparei p/outra receita)


Modo:
Misturei todos ons ingredientes e levei ao fogo alto até ferver. Acrescentei o coco ralado e deixei em fogo baixo por +- 1 hora mexendo de vez em quando. Depois de 1 hora, aumentei o fogo (médio p/alto) mexendo sempre por mais uns 15 minutos.  Retirei o doce do fogo, deixei esfriar e coloquei n/vidro esterilizado. Levei p/gelar.




Dicas:
1- P/o leite não entornar, deixo 1 colher de pau atravessada na boca da panela  (a foto é da  receita do doce com ameixa)

2- Meu doce não ficou bem douradinho, talvez por conta do coco ou do bicarbonato ou por ser leite de caixa (vou perguntar as amigas MINEIRAS  o pq disso  kkk)

3- Eu comecei como DOCE DE LEITE, terminei como COCADA DE COLHER e ainda teve votos p/BEIJINHO  kkk

4-  O que era p/ser um doce de leite fez as vezes do leite condensado na cocada









DOCE DE LEITE, COCADA ou BEIJINHO, certo é que o nome não importa pq o doce ficou delicioso!







                                     Aqui como eu faço p/o leite não entornar...





AQUI MAIS 2 RECEITAS DE DOCE DE LEITE:
Doce de leite com ameixa:
Doce de leite com nozes:

segunda-feira, 29 de maio de 2017

BATATINHAS E MINICEBOLAS EM CONSERVA

E p/aquele joguinho de buraco com os amigos nos finais de semana o que não pode faltar são petisquinhos deliciosos, e como eu sou viciada nessas batatinhas, elas já são figurinhas constantes nesses FDS. Dessa vez eu confesso que foram pouquíssimas as que preparei pq acabaram em 1 minuto, mas prometo que na próxima aumento a quantidade.

Receita:
Batatas tipo bolinha quantidade a gosto (usei +- 16)
Minicebolas quantidade a gosto (usei +-12)
2 dentes de alho picados grosseiramente, sal, cominho, tomilho (usei o seco), colorau, orégano, 1 folha (pequena) de louro, pimenta calabresa, azeite, vinagre, manteiga, salsinha e cebolinha picadas

Modo:
Cozinhei as batatinhas (com as cascas) e as minicebolas em água e sal bem al'dente. Reservei...
Coloquei n/panela 2 colheres de sopa rasas de manteiga e 3 colheres de sopa de azeite, juntei os 2 dentes de alho picados deixando dourar. Acrescentei as batatas fritando levemente, temperei com o sal, o cominho, o tomilho, o colorau, o orégano,  o louro e a pimenta calabresa misturando bem (só sacudindo a panela). Coloquei nessa mistura o vinagre junto com  um pouco de água fervente e as minicebolas misturando bem (também só sacudindo a panela). Retirei do fogo, coloquei a salsinha e a cebolinha picadas, reguei com mais azeite  e deixei n/refratário bem tampadinho até a hora de servir (melhor de um dia p/outro).

               Uma delícia...



Modo:


Acompanhou:
Mignon suíno assado e um pãozinho p/ "chuchar" o molho kkk







Cervejinha gelada, claro né?

sexta-feira, 26 de maio de 2017

RIGATONE RECHEADO COM PRESUNTO E MUÇARELA

Eu sei que estamos no outono, mas se por aí estiver quente como aqui no RJ, aproveita essa sugestão p/o FDS, mas se estiver fazendo frio, aproveita também p/servir com um bom vinhozinho...

Essa massa p/mim é campeã, eu adoro. Toda vez que eu preparo lembro logo da minha avó, que assim como eu era também muito fã dela. Eu cresci conhecendo como GOELA DE PATO pq era assim que minha avó chamava, mas na verdade o nome não importa, o que importa mesmo é que ela fica deliciosa com qualquer tipo de recheio.
Vou deixar aqui  links com outros recheios:
https://piteisdadinha.blogspot.com.br/2013/10/rigatone-recheado-com-camarao-e-cream.html
https://piteisdadinha.blogspot.com.br/2012/07/rigatone-recheado-ccarne-moida.html


Receita:
+- 300g de massa rigatone cozida al'dente em água e sal


Recheio:
Presunto e muçarela (QB) triturados ou picadinhos

Molho:
1 dente de alho
1 tomate pequeno sem sementes picado
1/2 cebola pequena picada
2 colheres de sopa de extrato de tomate
+- 1 e 1/2 xícara de chá de água fervente
Sal e pimenta do reino a gosto
Dourei 1 dente de alho em um fio de óleo, juntei o tomate e a cebola picados e refoguei bem até amolecerem. Acrescentei 2 colheres de sopa de extrato de tomate, temperei com sal e pimenta do reino e acrescentei +- 1 e 1/2 xícara de chá de água fervente. Deixei em fogo baixo até formar um molho bem apurado


Montagem:
Recheei cada rigatone com porções de presunto e de muçarela, colocando-os n/refratário. Cobri a massa com o molho, polvilhei com queijo parmesão ralado e levei ao forno médio p/baixo p/gratinar.
Dicas:
1- P/gratinar sem ressecar, eu cobri o refratário com papel alumínio deixando o papel bem fofo p/não encostar na massa, depois retirei o papel deixando por mais alguns minutos no forno
2- Sempre tem rigatones que abrem não dando p/rechear, esses a gente entremeia com a massa recheada
3- A massa tem que levar bastante molho (se necessário aumente a quantidade dos ingredientes do molho na receita)



Modo:


...sem o molho

                        com o molho...



...com o queijo

       com a muçarela já derretida...


quinta-feira, 25 de maio de 2017

SOPA COM SOBRA DE FEIJÃO CARIOCA E DE LEGUMES

Eu confesso que até agora não entendi o pq do feijão carioca ser o mais consumido em outros estados e não no RJ que é o estado dos cariocas kkk. Por aqui o feijão mais consumido é mesmo o preto e aí quando se prepara um outro tipo de feijão, ele tem que ser logo consumido pq se torna enjoativo e desprezado por todos. Alguém explica isso?
P/não perder a sobra  do feijão que ficou delicioso, resolvi aproveitar nessa sopinha, e como também ontem era dia de faxina na geladeira, aproveitei  alguns legumes p/repor uns mais fresquinhos.

Receita:
Sobra de feijão carioca (batido no liquidificador)
1/2 gomo de linguiça calabresa (escaldada) em rodelas
1 dente de alho
1 tomate sem sementes picado
1/2 cebola picada
1 colher de sopa de extrato de tomate
Água fervente (QB)
1 chuchu
1 cenoura
2 batatas doce pequenas
2 pedaços médios de aipim
Folhas de repolho picadas grosseiramente
3 pedaços médios de abóbora
Couve fatiada
Macarrão a gosto

Modo:
Fritei levemente a linguiça em um fio de óleo, acrescentei o alho deixando dourar, Coloquei o tomate, a cebola e o extrato de tomate refogando bem. Juntei o feijão batido no liquidificador, temperei com 1 pitadinha de pimenta do reino e sal. Acrescentei água fervente suficiente p/o cozimento dos legumes e deixei em fogo baixo. Adicionei a cenoura, o chuchu, a batata doce, o aipim e as folhas de repolho continuando em fogo baixo por uns 5 minutos. Por último coloquei a abóbora, a couve e o macarrão, acertei o sal e deixei  até ficarem cozidos bem al'dente (se necessário acrescente mais água fervente).




Acompanhada de umas torradinhas foi um belo aproveitamento p/esse friozinho gostoso do OUTONO.

Aqui o clima está assim:
Pela manhã e início de tarde calor  e mais p/noite friozinho bom p/uma sopinha

terça-feira, 23 de maio de 2017

CARNE SECA COM ABÓBORA E QUIABO

Tem gente que não gosta de quiabo, eu particularmente amo. Juntando o quiabo com a abóbora e ainda com carne seca, hummmmm, acho que mesmo quem não gosta vai se deliciar e virar fã de carteirinha do dito cujo kkk

Receita (as quantidades dos ingredientes ficam a gosto):
Pedaços médios p/pequenos de carne seca dessalgados e pré-cozidos
Pedaços médios de abóbora
Quiabos cortados em pedaços médios (dependendo do tamanho, cortados ao meio ou  em 3)
Alho
Sal
Pimenta do reino
Tomate, cebola e extrato de tomate (usei molho de tomate caseiro já com os 3 ingredientes e acrescentei mais cebola picada)

Modo:
Fritei levemente a carne seca em 1 colher de sopa de azeite, juntei o alho deixando dourar também levemente. acrescentei o molho de tomate, a cebola picada e a pimenta do reino refogando bem. Adicionei 1 xícara de chá de água fervente, acertei o sal, tampei a panela e deixei em fogo baixo até a carne ficar macia (acrescentar mais água fervente se necessário)...
Com a carne já macia acrescentei o quiabo deixando em fogo baixo por +- 5 minutinhos, aí sim coloquei os pedaços da abóbora continuando em fogo baixo até chegarem n/ponto de cozidos, mas ainda bem al'dente. Desliguei o fogo deixando a panela tampada p/terminar o cozimento fora do fogo.

Minha dica p/o quiabo não babar:
Lavar bem, secar, cortar a gosto, colocar na panela e não mexer. P/incorporar é só balançar a panela que ele se junta ao caldo sem babar (pelo menos os meus não babam).

P/farofa:
Cortei em pedaços pequenos o courinho da paleta suína assada (receita AQUI) que eu tinha congelado , coloquei n/panela com um fio de óleo deixando fritar. Acrescentei 1 colher de sopa de manteiga, 1 cubo da salsinha congelada (receita AQUI) e fui adicionando a farinha de mandioca aos poucos até chegar no ponto desejado.



Acompanhou:



Salada de alface com tomate grape e cebola fatiados, feijão preto e arroz branco








segunda-feira, 22 de maio de 2017

COXINHA DE GALINHA e uma surra com a fábrica de coxinhas kk

E nesse dia eu resolvi experimentar umas formas p/coxinhas (fábrica de coxinhas) que eu tinha comprado, penso eu que pelo menos há uns 10 anos e que nunca tinha usado.
Ai que arrependimento kk,  perdi muito mais tempo usando as forminhas do que se tivesse usado as mãos p/modelar as coxinhas.
Placar da surra:
1000 x 0  p/fábrica  kkk

Se alguém tem dessa fábrica de coxinhas e se deu bem usando, passa p/mim que eu vou procurar onde não me adaptei...

Receita (usei xícara de 200ml):

P/o recheio:
1º- filé de peito de frango (usei 1/2)
Temperei com alho, sal, 1 folhinha de louro e um pouquinho de vinagre. Levei ao fogo baixo, refoguei e acrescentei +- 1 xícara de chá de água fervente. Fui acrescentando água fervente sempre que necessário, procurando manter a mesma medida da água (+- 1 xícara de 200 ml) até a carne ficar macia. Retirei o filé já cozido e reservando o caldo formado p/usar na massa...
2º- Desfiei o frango e reservei...
3º- Dourei levemente 1 dente alho socado n/fio de óleo, juntei o frango já desfiadinho e acrescentei:
1/2 tomate pequeno picadinho
Pimentões coloridos (verde, vermelho e amarelo) picadinhos
1/2 cebola pequena picadinha
1/2 colher de sopa de extrato de tomate
Sal, cominho e gotinhas de molho de pimenta
Refoguei bem, acrescentei +- 1/4 de xícara de chá de água fervente e dei apurando em fogo baixo por uns 10 minutinhos.
Como eu gosto do recheio cremoso, coloquei n/tigelinha +-2 colheres de sopa de água com 2 colheres de chá de maizena, misturei bem e juntei ao frango. Deixei por + uns 2 minutinhos em fogo baixo (foi só p/dar uma leve cremosidade no recheio).
e
Cream cheese que coloquei à parte no recheio


P/a massa:
1 copo de 250 ml de caldo do frango (misturei leite ao caldo reservado até formar os 250ml)
1 colher de sopa rasa de margarina
1/2 tabletinho de caldo de galinha
1 copo de 250ml de farinha de trigo
1 gema
Modo:
Levei ao fogo baixo o caldo do frango, a margarina e o tabletinho de caldo de galinha. Assim que levantou fervura coloquei toda a farinha de trigo de uma vez só, mexendo vigorosamente até formar uma massa lisa e homogênea. Passei a massa p/uma superfície lisa (usei a pia) deixando amornar levemente e fui sovando a  massa e acrescentando a gema aos poucos. Depois da massa bem sovada, fria e já em ponto de enrolar, coloquei dentro de um saco plástico fechando bem e deixei descansar por +- 10 minutinhos.

Montagem sem usar a fábrica de coxinhas:
Separar porções (iguais) da massa, abrir na palma da mão formando uma cavidade no centro, colocar o recheio do frango, +- 1 colher de chá de cream cheese e fechar dando o formato de coxinha. Passar na farinha de rosca  e levar p/gelar por pelo menos 30 minutinhos antes de fritar ou se não for p/usar no mesmo dia, congelar.

Dicas p/fritar salgados congelados:
1- Fritar os salgados por uns 2 minutinhos em óleo quente, retirar do fogo e reservar. Depois dos salgados frios, esquentar novamente o óleo e  aí sim, terminar de fritar. Isso evita dos salgados ficarem dourados por fora e ainda congelados por dentro
2- Frite sempre poucos salgados por vez


Aqui mostrando a minha não adaptação com a "FÁBRICA":














Tive que passar óleo na massa  pq grudou demais nas forminhas e a minha massa modela super bem





esqueci de tirar a foto da tampa que fecha as coxinhas.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

CUBOS DE ACÉM COM BATATA DOCE E MINICEBOLAS

Como eu ganhei algumas bananas da terra  da minha cunhada, fiquei pensando n/receita antes que elas ficassem muito maduras e fossem p/o lixo. Os dias foram passando, elas ficando cada vez mais madurinhas e eu sem nenhuma inspiração.  Bem, esse foi o melhor uso que eu dei p/elas, mas tenho que dizer que a refeição ficou perfeita com elas servindo de acompanhamento. 
Ah, no dia seguinte ainda usei 3 n/sobremesa deliciosa com a Nutella caseira (coloco a receita depois)

Receita:
+- 1/2kg de acém cortado em cubos médios
Temperei com:
Alho, sal, molho inglês, shoyu, molho de pimenta, cominho, 1 folhinha de louro e umas 2 colheres de sopa de vinagre. Deixei descansando por 1 hora na geladeira...
3 batatas doce médias descascadas e cortadas em fatias  grossas
10 minicebolas 
1 tomate pequeno sem sementes fatiado
Pimentões coloridos (verde, vermelho e amarelo) fatiados
1 colher de sopa cheia de extrato de tomate
+- 1 xícara de chá de água fervente
Modo  (xícara que usei = 200ml):
Depois do descanso, aqueci bem 1 colher de sopa de óleo na panela de pressão, coloquei os cubos da carne e selei bem (selar = dourar todos os lados) em fogo médio p/alto. Com a carne já bem dourada, acrescentei a marinada e deixei em fogo baixo (sem a pressão) até secar e dourar mais um pouquinho. Coloquei a água fervente, tampei a panela e levei ao fogo por+- 20 minutos depois de chiar. 
Retirei a pressão da panela, verifiquei  o cozimento, deixei em fogo médio p/alto (sem a pressão) até o caldo secar e carne ficar bem douradinha. Nesse ponto retirei a carne e reservei...
Na mesma panela adicionei o tomate, os pimentões, a cebola e o extrato de tomate refogando bem p/aproveitar toda a crosta formada na panela. Acrescentei +- 1 xícara de chá de água fervente, acertei o sal, coloquei as batatas já cortadas e as minicebolas, tampei a panela novamente deixando no fogo por 2 minutinhos depois da pressão (chiar). Retirei a pressão, verifiquei o cozimento (no meu caso o cozimento estava perfeito nesse tempo) e passei p/a travessa de servir com a carne reservada.



P/farofa de couve:
N/panela coloquei 2 colheres de sopa de manteiga, 1 dente de alho socado e deixei dourar levemente. Acrescentei a couve fatiada tipo à mineira, refoguei, juntei 2 ovos inteiros, temperei com sal, tampei a panela e deixei em fogo baixo até os ovos ficarem quase cozidos. Com a ajuda de uma colher de pau fui quebrando os ovos (desfazendo) e fui colocando a farinha de mandioca aos poucos até chegar no ponto desejado. Se precisar acrescente mais  um pouco de manteiga antes de colocar a farinha, isso se vc assim como eu  gostar da farofa mais molhadinha.










P/as bananas:
Cortei cada banana em 3 pedaços. Coloquei 1 colher de sopa de manteiga n/frigideira antiaderente de fundo grosso, coloquei os pedaços das bananas e deixei grelhar até ficarem bem douradinhas











Acompanhou:
Arroz branco e feijão preto





Ainda sobrou banana p/essa sobremesa deliciosa no dia seguinte (banana grelhada com Nutella caseira)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...