quarta-feira, 18 de julho de 2018

FILÉ DE PEITO DE FRANGO RECHEADO COM BACON e tagliatelle

Há pouco tempo, depois de um forte temporal  ficamos sem luz por +- 40 horas (muitos de vcs ainda devem lembrar disso) e aí quando eu percebi que algumas carnes já estavam começando a descongelar, o modo que encontrei p/não perder tudo que estava  congelado foi preparar  os alimentos p/que pudessem voltar p/o freezer depois de normalizada a situação. Um dos pratos que preparei foi o desse filé recheado, que por sorte eu servi n/dia que estava gripadíssima e sem a menor vontade de cozinhar.

Meu modo:
1/2 kg de Filé de peito de frango
Cortei os filés ao meio deixando-os um pouco mais finos...
Temperei os filés com alho, sal, shoyu, molho de pimenta, cominho e limão. Deixei nessa marinada por +- 30 minutos...
Depois dos 30 minutos,  retirei os filés da marinada,  coloquei fatias de bacon em cada, enrolei como rocambole prendendo os mesmos com palitos (reservei a marinada)...
Coloquei 1 colher de sopa de óleo n/panela deixando aquecer em fogo médio. Coloquei os filés na panela com o óleo já aquecido deixando ainda em fogo médio até ficarem bem douradinhos, nesse ponto acrescentei a marinada passando o fogo p/baixo até a marinada secar e a carne continuar a dourar. Fui acrescentando água fervente aos pouquinhos sempre que a carne secava e dourava até os filés ficarem macios, mas al'dente. Nesse ponto, retirei os filés da panela, deixei esfriar, retirei os palitos e congelei...

Na mesma panela que preparei o frango, coloquei um pouco de água fervente, mexi bem aproveitando toda a crosta formada na panela, deixei esfriar e coloquei o caldo n/potinho p/ ser congelado à parte...


OBS:
Pode pular a etapa do congelamento se for p/servir no mesmo dia


No dia de servir:
N/panela com um fio de óleo dourei levemente 1 dente de alho, juntei tomate sem pele e sem sementes em cubinhos, cebola  em cubinhos e extrato de tomate (tudo a gosto) refogando bem. Acrescentei os filés recheados já descongelados deixando dourar mais um pouco nesse refogado. Juntei então o caldo do cozimento dos filés já descongelado, deixando em fogo baixo até terminar o cozimento da carne e formar um molho apurado p/ser servido com a massa  (precisou de + um pouco de água fervente). Acertei o sal e reservei...





P/a massa:
+- 300g de tagliatelle cozido al'dente em água e sal



P/servir:
Coloquei a massa n/refratário, sobre ela os filés já cortados em fatias grossas com o molho e servi...









segunda-feira, 16 de julho de 2018

BOLO DE ABÓBORA/ABOBRINHA PAULISTA COM COCO (tipo pudim)

Um dia desses eu comprei 2 abóboras paulistas (pequenas) só pq achei muito bonitinhas e pensei logo em prepará-las com carne seca. Como eu nunca tinha usado esse tipo de abóbora, depois delas abertas eu vi que tinha me enganado com a cor e p/falar a verdade não "simpatizei" muito com elas, daí p/compensar a minha desilusão  resolvi experimentar n/bolo pegando carona na receita do bolo de aipim da REGINA e não é que o bolo ficou delicioso. Ficou como eu disse na receita do bolo de aipim "um bolo tipo pudim ou um pudim sem calda tipo um bolo". Como a receita foi aprovada, agora vou querer experimentar com outros tipos de abóbora...
As abóboras eram muito clarinhas e foi o que me desanimou, mas o bolo ficou com uma cor linda.
Aqui a receita do bolo de aipim:

Como eu preparei:
(usei como medida xícara de 200ml e p/colher usei daquelas próprias p/medidas de plástico)
1 lata de leite condensado
3 ovos
1 e 1/2 xícaras de chá das abóboras cozidas e amassadas ainda quentes com um garfo
200ml de leite de coco
10 colheres de sopa de farinha de trigo (usei p/medir 1 colher medida de plástico nivelada)
2 colheres de sopa cheias de margarina
1 xícara de chá de coco fresco ralado
2 colheres de sopa de queijo ralado
2 colheres de sopa de fermento em pó

Modo:
Bati muito bem no liquidificador os ovos, o leite de coco, o leite condensado, a margarina e a farinha de trigo, depois acrescentei a abóbora amassada e o queijo ralado batendo bem. Passei a mistura p/uma tigela, acrescentei o coco ralado e o fermento em pó misturando delicadamente. Coloquei a massa nas/formas (usei 2 de buraco) untadas e enfarinhadas e levei ao forno preaquecido por +- 45 minutos (meu forno é lento)...
Deixei amornar bem p/desenformar...


Minhas dicas:
Usei 2 formas  pq a massa crua rende bem e a forma menor vcs já sabem p/que é né? kkk
1 forma = 21 cm de diâmetro  e a outra com 18 cm
Peso das  2 abóboras que comprei e que me renderam 1 e 1/2 xícara de 200ml = 650g
Usei só 3 ovos, no do aipim levou 4
A abóbora paulista não é tão aguada como a abóbora de pescoço ou a abobrinha verde


AQUI O BOLO QUE FOI PREPARADO NA FORMA MENOR...









AQUI MOSTRANDO QUE O BOLO CRESCEU E DEPOIS MURCHOU (igual o de aipim)...











AQUI MOSTRANDO A TEXTURA DA MASSA AINDA COM PEDACINHOS DE COCO...









...colher medida que usei


    1 xícara da abobrinha já amassada...


...1/2 xícara da abobrinha já amassada

O bolo na forma esperando amornar p/desenformar...





...O bolo preparado na forma maior


        O bolo preparado na forma menor...   


      





P/QUEM NÃO CONHECE ESSA É A ABOBRINHA PAULISTA

sexta-feira, 13 de julho de 2018

FEIJÃO BRANCO COM CARNE SECA, LINGUIÇA, ABÓBORA E COUVE

Hoje estou passando um pouco mais cedo p/deixar essa sugestão p/o FDS e desejar a todos que ele seja de paz e alegrias p/todos nós!
Como eu  tinha +- 250g de feijão branco (sobra de outra receita) na despensa só esperando um dia de inspiração p/ser usado, e como essa tal inspiração não aparecia nunca, eu resolvi então preparar o feijão de qualquer modo p/evitar que ele fosse p/o lixo. Na geladeira também estava uma metade de abóbora que tinha sobrado de uma salada, lembram da salada (RECEITA AQUI)?
Juntando os 2 ingredientes e ainda lembrando que tinha carne seca, linguiça e couve no freezer, decidi juntar tudo e o resultado foi esse almocinho  super delicioso.

OBS:
PREFERI DEIXAR O FEIJÃO QUASE QUE SEM CALDO P/SERVIR (QUASE) TIPO UMA SALADA COM SALGADOS 

Receita:
+- 250g de feijão branco
8 pedaços pequenos de carne seca dessalgados
1/2 gomo de linguiça calabresa cortada em rodelas
Alho (1 dente socado), cebola(1/3 de 1 pequena picadinha) e louro (1 folha pequena)
Sal e pimenta do reino a gosto
Água fervente (QB)
Abóbora em cubos (usei a baiana)
Couve fatiada tipo à mineira
Dica: Deixei p/acertar o sal e acrescentar a pimenta no final
Modo:
Coloquei n/panela o feijão, a carne seca, o alho, a cebola e o louro. Acrescentei água fervente (+-3 dedos acima do feijão) e deixei em fogo baixo acrescentando água fervente sempre que necessário.
Quando o feijão já estava ficando cozido, mas ainda bem al'dente, eu retirei a carne seca e uma parte do caldo (sem o feijão) e terminei o cozimento da carne n/panela de pressão (p/não desmanchar o feijão que é mais macio que a carne, mas ele já tinha pego bastante sabor).
Com a carne já cozida, voltei com ela p/panela reservada com o feijão, continuando em fogo baixo.
À parte preparei um refogado...

P/o refogado usei:
1 dente de alho
1 colher de sopa de óleo
1 tomate pequeno sem sementes picado
Pimentões coloridos a gosto fatiados (verde, vermelho e amarelo)
1/2 cebola pequena fatiada
Modo:
Dourei o alho no óleo, juntei o tomate, os pimentões, a cebola e refoguei bem. Juntei esse refogado ao feijão.
Com o feijão já cozido e refogado, acertei o sal, acrescentei 1 pitada de pimenta do reino, retirei uma parte do caldo e passei p/uma panela pequena. Nessa panela coloquei cubos de abóbora e a couve fatiadinha tipo à mineira. Deixei em fogo baixo, até ficarem cozidas al'dente.


Acompanhou a farofinha com a receita da irmã da Anajá:
2 colheres de sopa de margarina (usei manteiga MOCOCA)
Sal e pimenta do reino a gosto
2 colheres de chá de colorau
1 xícara de chá de farinha de mandioca
Dourei o alho na manteiga, juntei a pimenta, o colorau e o sal, refoguei e acrescentei a farinha mexendo sempre em fogo baixo.
Dica minha:
Não medi a farinha pq eu gosto da farofa úmida, então fui colocando até chegar no ponto desejado.




  Dá p/notar que ficou delicioso né? kk

terça-feira, 10 de julho de 2018

PÃO DE MANDIOCA DA PEPA

Oi, bom dia!
De vez em quando a gente precisa de um tempinho p/descansar e também p/resolver alguns probleminhas pendentes, pois como todos devem saber, ter um blog toma muito nosso tempo, com isso uma pequena ausência volta e meia se torna necessária. Aos poucos vou chegando nos cantinhos dos amigos p/matar a saudade. P/compensar a minha ausência deixo a receita desse pão super, super delicioso e o desejo de que todos tenham uma semana maravilhosa!

Bem, não é novidade p/ninguém que eu amo fazer pães e vi essa receita no blog das minhas amigas Lia e Virginia exatamente no dia em que ganhei um monte de mandioca (aipim) da minha cunhada. Imagina se eu ia perder uma chance dessa, claro que não. P/não perder a chance, lá fui eu p/cozinha às 20:30h do mesmo dia que vi a receita e como n/passe de mágica saiu  esse pão MARAVILHOSO. 
Blog (recheado de coisas boas) das amigas e a receita original aqui:

Receita (usei xícara de 200ml):
250g de mandioca  cozida em 1 litro de água (eu descasquei, cozinhei e depois pesei o aipim. Reservei a água do cozimento)
10g de fermento biológico seco (1 sachê)
1/4 de xícara de chá de açúcar
+- 4 xícaras de chá de farinha de trigo (precisei de "quase" + 1 xícara)
1 ovo
1/4 de xícara de chá de óleo
2 colheres de chá de sal (usei cheias)
Manteiga p/untar e farinha de trigo p/enfarinhar
1 gema p/pincelar
Açúcar demerara p/polvilhar  (usei açúcar cristal)
Dica:
Untei e enfarinhei uma forma de aro removível com 23cm de diâmetro, mas o pão solta tão fácil que pode ser preparado em qualquer forma

Modo:
Bati no liquidificador o aipim com 1 xícara de chá da água do cozimento até formar um creme sem grumos. Passei p/uma tigela e deixei ficar morninho...

Com o creme já morninho, acrescentei o fermento e o açúcar misturando bem até dissolver. Acrescentei 1 xícara de chá de farinha de trigo, misturei bem e deixei descansar com a tigela coberta por 15 minutos...

Juntei o ovo, o óleo e o sal misturando bem e aos poucos fui adicionando o restante da farinha de trigo e trabalhando a massa até o ponto dela ficar macia e desgrudando das mãos (eu precisei usar "quase" + 1 xícara de chá de farinha que fui colocando aos poucos, talvez por ter usado a xícara de 200ml, na receita não dizia a medida e mesmo ficando a massa ainda um pouco grudenta, não acrescentei mais farinha). Coloquei  a tigela dentro de 1 saco plástico, fechei e deixei dentro do forno desligado até dobrar de volume...
Dobrou de volume em 40 minutos, RJ é quente

Enquanto isso untei, enfarinhei e reservei a forma...

Depois do descanso passei a massa p/uma superfície enfarinhada e sovei acrescentando aos pouquinhos + farinha de trigo, só um pouquinho mesmo p/massa não endurecer, ainda ficou um pouquinho grudenta, mas com as mãos enfarinhadas eu formei uma bola, passei p/a forma já untada e enfarinhada, acertei esticando c/as mãos, fiz um corte em CRUZ com ajuda de uma gilete, pincelei com a gema, polvilhei açúcar cristal, coloquei a forma novamente dentro do saco plástico afofando bem pq a massa cresce e deixei crescer novamente até dobrar de volume. Meu tempo = 30 minutos...

Levei o pão já crescido ao forno  190º preaquecido por 15 minutos, deixando até ficar ele ficar douradinho... (meu forno levou os mesmos 40 minutos da receita)



Dica da receita:
Deixe o pão esfriar um pouco antes de cortar p/que ele não murche...






OBS:
Levei o pão no dia seguinte p/lanchar na casa da cunhada e as 3 últimas fotos à direita são de celular, mas dá p/ver que ficou uma massa bem fofinha. O pão fica mesmo MACIO, LINDÃO e DÉLI como disse bem a Pepa (Lia) kkkk

































sexta-feira, 29 de junho de 2018

FRALDINHA NO FORNO C/aipim ao Catupiry

Fraldinha é uma das carnes que eu mais gosto e quando encontro uma peça boa trato logo de comprar. Existem diversos modos de preparo com essa carne, eu por exemplo prefiro preparar sempre ela assada no forno ou mesmo em espetinhos. Hummm, adoro!
As fotos não ficaram  boas, mas a refeição com certeza ficou.

Receita (sem medidas):
1 peça de fraldinha dividida em 2 cordões (retirei toda a gordura da carne e reservei)
Temperei com: 
Sal grosso, pimenta do reino e alho bem socadinho (deixei descansando no tempero por 1 hora)
2 linguiças (toscana)

Modo:
Coloquei n/assadeira a carne, as linguiças, formei uma bola com a gordura retirada da carne colocando n/dos cantos da assadeira, isso ajuda a dar um gosto especial na carne e também a não ressecar. Tampei a assadeira com papel alumínio e levei ao forno 180º por +- 1 hora...
Depois de 1 hora retirei o papel alumínio, passei o caldo formado na assadeira p/uma tigela (reservei) deixando só um pouquinho na assadeira. Voltei com a assadeira p/o forno apenas p/dourar...
Dica:
Se necessário pincelar com o caldo da assadeira reservado
Quase na hora de retirar do forno eu pincelo com a gordura formada na assadeira deixo no forno por + 1 minutinho e retiro. Se a gordura formada n/for suficiente p/pincelar, apenas passe a carne na assadeira de modo que ela fique brilhosinha ou pincele com um pouquinho de manteiga

P/o aipim:
Cozinhei pedaços de aipim em água e sal, depois cortei em pedaços pequenos/médios, coloquei n/refratário, reguei com um pouco do caldo da CARNE reservado  na tigela, por cima coloquei montinhos de requeijão Catupiry, polvilhei com uma mistura de parmesão ralado com orégano (p/aproveitar sobra de uma receita de pão) e levei ao forno somente p/gratinar...

Pastinha de alho p/passar nas torradas:
Aproveitei o forno ligado, enrolei 4 dentes de alho em papel alumínio, coloquei na grelha mesmo do fogão deixando por +- 30 minutos...
Retirei o papel e as cascas, amassei bem com a ajuda de um garfo e misturei com requeijão Catupiry em quantidade a gosto. Passei essa pasta nas torradas (já assadas) e servi...





Acompanhou:
Arroz branco, farofa de ovos com banana da terra grelhada, couve flor à milanesa  e uma saladinha de alface, pepino e minicebolas 










Ainda saiu uma sobremesa relâmpago com:
Banana da terra grelhada (já tinha pronta congelada)
Requeijão Catupiry p/terminar com o restante da caixa 
Bananada caseira já tinha pronta na geladeira (AQUI)






MINHAS DICAS E SUGESTÕES: 


...antes de ir ao forno


já assada e sem o caldo pronta p/dourar...






...já douradinha e depois que retirei o caldo, passei o embrulhinho do alho p/assadeira







...aipim só com o requeijão

já polvilhado com a mistura do queijo e orégano, antes de ir  ao forno...







  ...pastinha do alho com o Catupiry

p/diminuir a acidez do pepino, eu coloco n/escorredor, polvilho com sal e deixo assim por +- 30 minutos. P/usar na salada eu escorro, lavo p/retirar o excesso de sal, seco e uso, com a parte que sobra eu preparo uma conserva p/ser usada em outras saladas...



eu preparo uma mistura de vinagre, azeite e sal e coloco n/bisnaguinha p/facilitar na hora de temperar a salada. Na hora de servir é só agitar bem e usar...





Uma vez eu ganhei muitas bananas da terra e p/não perder algumas resolvi grelhar na manteiga e congelar. Como eu achei que deu super certo, agora tenho sempre umas bananinhas congeladas já prontinhas p/serem usadas kkkk

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...